FALANDO DA SAÚDE DO IDOSO

 

FALANDO DA SAÚDE DO IDOSO

 

Todo idoso deve fazer o exame de próstata?

Sim, pois se estiverem cada vez mais atentos ao câncer de próstata, que atinge 17% da população masculina acima de 50 anos, os homens encontram grandes chances de recuperação. Com a evolução dos tratamentos, a doença já pode ser erradicada em mais de 75% dos casos.

Até o risco de impotência sexual e incontinência urinária após a extração do órgão tem sido reduzido com a adoção de enxertos nervosos.

Dois exames de diagnóstico continuam indispensáveis: o toque( avaliação da dimensão da glândula , feita através do ânus) e a análise dos níveis da proteína produzida pela próstata (PSA).

 

O exame do PSA elevado significa câncer de próstata?

PSA (PROSTATE-SPECIFIC ANTIGEN) = antígeno específico da próstata.

Uma alteração no exame de sangue que detecta câncer de próstata não deve desesperar ninguém. Estudo publicado no jornal da Associação Médica Americana mostra que em 20% dos casos, os níveis do antígeno PSA voltam ao normal em seguida. A recomendação é repetir o exame quatro semanas depois do primeiro.

 

Como proteger o idoso de acidentes com objetos domésticos?

Todos os objetos perigosos devem ser escondidos: os pontiagudos, os cortantes, os quebráveis ou os pesados (faqueiros, martelos); pequenos objetos como alfinetes, botões, agulhas e moedas (que podem ser engolidos ou aspirados), devem ser guardados em local seguro.

 

O que acontece quando o idoso tem uma vontade incontrolável de urinar?

Esta vontade incontrolável de urinar é conhecida pelos médicos como bexiga hiperativa e sua causa é desconhecida, mas sabe-se que ocorre um aumento dos sensores que fazem a bexiga contrair e relaxar, o que a torna mais sensível. Se antes o alerta de que estava cheia acontecia com 300ml de líquidos, passa a ocorrer com 200ml, por exemplo. Aqui, só medicação adianta.

 

 

 

 

 

 

Por que os idosos têm infecções urinárias com freqüência?

Os idosos do sexo masculino geralmente apresentam um aumento da próstata, o que leva à retenção da urina e distensão da bexiga. Esta urina “parada”, aliada à baixa da imunidade, é a principal responsável pelas infecções urinárias.

Nas idosas, a perda da proteção exercida pelos hormônios femininos, que diminuem com a menopausa, é o principal fator desencadeante das infecções urinárias de repetição.

Em ambos os casos, o tratamento é obvio: nos homens, tratar a próstata, e nas mulheres, avaliação com um ginecologista.

 

Quais são as principais causas de infecção urinária?

A infecção urinária pode ocorrer por várias causas, entre elas a falta de limpeza correta após a evacuação, que permite que a Escherichia coli, uma bactéria que habita o intestino, contamine a uretra.

Se o organismo estiver imunodeprimido por uma gripe, por exemplo, o cenário está pronto para que se instale um processo infeccioso.

Cálculos renais e malformação do trato urinário também são fatores que podem provocar a infecção e precisam ser investigados caso haja crises com freqüência.

 

 

 

 

Como agir quando ocorre incontinência fecal?

A causa da incontinência fecal deve ser investigada pelo médico que assiste o doente. Existem várias causas para este problema sendo a mais comum a perda da tonicidade muscular do anus.

Procure estimular o idoso a ir ao banheiro regularmente. Verifique se o acesso ao banheiro é fácil e faça uma sinalização se necessário. Estimule o idoso a usar fraldas geriátricas para evitar constrangimento em locais públicos.

 

É normal o idoso levantar-se à noite para urinar, por quê?

O idoso, mesmo com o sistema urinário normal, com função renal normal, pode ter esse sintoma de levantar-se poucas ou muitas vezes na madrugada para urinar. Este fato ocorre por ação de um hormônio chamado hormônio antidiurético que, ao ser liberado, promove a menor eliminação de água e, portanto, urina. No idoso este hormônio pode estar baixo. Assim, mais urina é formada e em maior quantidade.

Como este fato atrapalha o bom descanso do idoso, deve ser rapidamente visto por um médico, que poderá receitar este hormônio, existente sob forma de comprimidos, aliviando e regredindo este transtorno.

 

Como pode ser tratada a incontinência urinaria?

Dependendo do tipo, a incontinência urinária pode ser tratada com exercício, correções cirúrgicas e medicamentos.

 

 

 

 

 

 

Quais são os tipos de incontinência urinária?

Existem dois tipos da disfunção, a bexiga hiperativa, em que o idoso tem uma vontade incontrolável de urinar, algumas vezes com perda de urina, e a incontinência por esforço. No segundo tipo, a perda se dá quando há um estresse, como levantar um peso ou até mesmo uma gargalhada.

Há ainda a possibilidade de os problemas aparecerem juntos, a chamada incontinência mista.

 

 

O idoso pode recusar um atendimento ou exame?

Sim. Se o mesmo está em posse de sua capacidade de raciocínio e escolha, poderá consentir ou recusar, de forma livre, voluntária e esclarecida, após adequada informação, os procedimentos diagnósticos ou terapêuticos indicados.

 

O idoso ou seu familiar pode solicitar alta de um tratamento ou internação?

Se for desejo do idoso (ou de seus familiares), contrário que está à indicação médica, e não havendo risco de morte, poderá solicitar alta, devendo se responsabilizar por escrito. Entretanto, o médico pode se negar a conceder alta ao idoso sob seus cuidados quando considerar que isso pode acarretar risco à integridade deste.

 

O idoso pode recusar-se a saber o seu real estado de saúde?

Sim, o idoso tem o direito de não ser informado sobre seu estado de saúde. Contudo, deverá indicar quem poderá receber esta informação do médico.

 

O idoso ou seu familiar pode ter uma segunda opinião médica?

Sim, o idoso ou seus responsáveis, quando entenderem conveniente, têm o direito de procurar um outro médico para um segundo parecer.

 

O médico pode divulgar informações a respeito da saúde do idoso?

Não. Todo idoso tem o direito de ter resguardado o segredo sobre seus dados pessoais e clínicos, desde que disto não resultem riscos a terceiros ou a saúde pública.

Juramento de Hipócrates: “O que, no exercício ou fora do exercício e no comércio da vida, eu vir ou ouvir, que não seja necessário revelar, conservarei como segredo”.

 

Como dar os medicamentos ao idoso?

Alguns idosos recusam-se a tomar as medicações prescritas, outros querem medicar-se a todo o momento. É importante reconhecer que medicamentos e doses só devem ser administrados se prescritos por um médico. Sempre que o idoso necessitar ser medicado deve-se consultar um médico.

Nunca dê remédios (por mais “inofensivos” que possam parecer) ou receitas caseiras para gripe, intestino preso, hipertensão etc., sem que seu médico esteja ciente. É comum a ocorrência de problemas sérios após o uso de medicamentos ditos “inofensivos”, bem como uma “simples” gripe pode ser a exteriorização de uma doença mais grave! Informe todos os médicos envolvidos com o idoso com respeito às drogas usadas por ele.

Caso o idoso não aceite a medicação por ter dificuldade para engolir ou cospe os comprimidos, estes devem ser triturados e misturados aos alimentos ou ao suco. Se a absorção do medicamento for no estômago e produzir intolerância gástrica (azia, náuseas, vômitos, plenitude), o médico deve ser comunicado para, se for o caso, interromper a terapêutica e substituir a apresentação (de comprimido para líquido ou injetável) ou ainda prescrever um protetor gástrico simultaneamente.

O idoso tem o sistema digestivo lento, com absorção difícil, por atrofia das células que revestem o tubo digestivo. Os medicamentos em forma de comprimidos podem ser eliminados diretamente nas fezes, assim como ocorre com alguns alimentos mais duros. A melhor forma de apresentação dos medicamentos é na forma líquida, apesar dos inconvenientes do transporte. Alguns medicamentos são mais bem absorvidos quando ingeridos em jejum e outros em associação com alimentos.

Os medicamentos na forma injetável evitam os problemas da absorção, mas somente os utilizamos em condições especiais.

 

Como acondicionar os medicamentos na residência do idoso?

Armários que contenham medicamentos deverão ser mantidos fechados a chave, e estas guardadas em local inacessível a ele. O idoso nunca deverá ficar sozinho com medicamentos ao seu alcance. Ao administrar a medicação, deve-se ter certeza da deglutição, pois caso ele não o tenha feito, além de não estar medicado, se cuspiu a medicação por exemplo crianças e/ou animais domésticos poderão acidentalmente ingeri-la.

 

O que é cistite de repetição?

A cistite representa a segunda maior causa de consultas médicas por doenças infecciosas. Só perdendo para as infecções pulmonares. Por ano, pelo menos 4 milhões de brasileiros procuram médicos queixando-se de cistite, infecção urinária do baixo ventre que atinge especialmente as mulheres.

Um fato que tem preocupado os médicos é o aumento dos casos de cistite de repetição, caracterizada por mais de um episódio de infecção por ano. Uma das razões é a falta de um diagnóstico correto.

A realização de uma cultura da urina (que pesquisa a existência de bactérias) e de um antibiograma (exame que aponta a resistência dos micróbios a antibióticos) é uma das medidas indispensáveis durante os episódios de cistite.

 

O que pode causar “estrelinhas” na vista?

A visão de estrelinhas pode ocorrer nos casos de hipertensão arterial descontrolada, descolamento de retina ou infecções oculares.

Os quadros de estresse agudos também podem dar estas visões.

 

Como prevenir a cegueira?

No idoso, ocorre a presença de degeneração macular relacionada à idade (DMRI), doença associada ao envelhecimento e que pode levar à cegueira.

Na dosagem adequada de antioxidantes, como vitaminas C e E, dos minerais zinco e selênio e dos betacarotenóides, substâncias que inibem a ação dos radicais livres, há a redução em até 25% do risco de desenvolver a DMRI, por retardar o envelhecimento das células, prevenindo a cegueira.

A prevenção da DMRI inclui o uso de óculos escuros para filtrar a luz azul solar e a prática regular de exercícios. A atividade física também tem o poder de combater os radicais livres. Faz-se necessário evitar leitura ou atividades manuais (crochê, tricô, etc) em local de luz fraca ou ficar muito tempo na TV.

 

 

 

 

 

O que é miopia?

Miopia é a dificuldade para enxergar objetos distantes.

O que é astigmatismo?

Astigmatismo é uma condição na qual a córnea está com a sua curvatura de forma irregular, causando visão fora de foco.

Os idosos que sofrem de astigmatismo têm sintomas que ora lembram hipermetropia, ora miopia.

 

O que é hipermetropia?

As pessoas que não conseguem ver os objetos próximos, mas enxergam os objetos distantes, são chamadas de hipermetropes.

 

A miopia pode provocar dores de cabeça?

Sim, a miopia é uma das principais causas de dores de cabeça. Os míopes, que têm dificuldades para enxergar objetos distantes, contraem excessivamente os músculos da face, apertando os olhos para ver melhor. Esta contratura muscular exagerada produz dores de cabeça, especialmente no final do dia.

 

O que pode estar ocorrendo com o idoso que tem visão embaralhada?

O nosso organismo tem uma incrível capacidade de adaptação. A visão embaralhada pode vir aos poucos, aumentando lentamente as dificuldades visuais do idoso, tornando-o uma pessoa com tendência ao isolamento e desinteresse pela leitura, atividades manuais, etc.

A mácula é a região da retina responsável pela centralização da visão. Quando essa área se degenera, o idoso apresenta visão distorcida e embaçada. Um simples exame de fundo de olho feito por um médico leva ao diagnóstico da doença. Porém, um teste caseiro bem simples ajuda a identificar os sintomas. Faça um ponto no centro de uma tela quadriculada e peça para o idoso observá-lo. Se a pessoa não conseguir ver esse ponto nitidamente, é sinal que ela precisa se submeter a um exame mais detalhado, pois pode estar sofrendo de degeneração macular relacionada à idade (DMRI), doença associada ao envelhecimento e que pode levar à cegueira.

 

O uso continuado de colírios para irritação da vista é perigoso?

Sim, o uso constante de colírios vasoconstritores pode causar dependência. Prefira colírios lubrificadores ou umidificadores.

 

Como usar os colírios?

Geralmente o idoso usa o colírio de forma incorreta, causando freqüentes infecções oculares (conjuntivite).

Um levantamento conduzido pelo departamento de oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo demonstrou que 91% dos idosos não lavam as mãos antes de pingar o colírio, 80% contaminam os frascos em sua pálpebra, 27% erram o alvo ao aplicar o produto e 25% não pingam a segunda gota.

Deve-se orientar e observar a aplicação dos colírios nos idosos.

 

O idoso pode ficar na luz do dia sem óculos escuros?

Sim, mas o uso de óculos escuros é aconselhável, pois protege contra os raios nocivos do sol e auxilia na prevenção de doenças como catarata.

 

Anúncios

About the post

Saúde e bem-estar

2 Comments

Add yours →

  1. Duda, sempre que se discute sobre saúde todos dizemos: consulte o seu médico. Aí é que mora o perigo pois, nem todos tem um médico e o acesso a médicos da rede pública de saúde é nulo. Pagar plano de saúde é jogar dinheiro fora, pois são caríssimos e quando vamos usá-lo alegam sempre que é doença pré existente ou que o plano não cobre.
    O Urologista de meu pai encaminhou-o a um proctologista, pois está com incontinência fecal e, desde o dia 27/07/2010 estamos aguardando VAGA PARA UMA CONSULTA;
    é isto mesmo, vaga para consulta. Logicamente o médico pedirá exame e então quanto tempo teremos de aguardar?
    Enquanto isto os políticos atiram nosso dinheiro no lixo com campanhas eleitorais.
    Sinceramente, não sei para onde correr, a quem recorrer, senão a Deus.

    • Amiga Madalena é um enorme prazer receber o seu comentário.

      O problema da saúde pública no Brasil, sempre será tema de debate e objeto de campanhas eleitorais, pois é o que já estamos cansados de ver e ouvir dos nossos candidatos a fim de iludir os desatentos e assim conseguir o tão sonhado cargo político, onde se ganha muito e trabalha se pouco.
      O seu caso não é o único não, há vários pacientes na mesma situação do seu pai ou pior ainda do que ele. São pessoas que mofam em grandes filas de postos de saúde e consultórios conveniados com o SUS ou susto como queira chamá-lo, e o descaso é o mesmo, os nossos governantes não estão nem ai, ou melhor, estão cagando e andando para o povo.
      O mesmo povo que vota e elege esses canalhas são maltratados por lês, os planos de saúde do nosso Brasil, é uma camisa de sete varas são criadas para sugar o dinheiro do povo seja ele rico ou pobre é roubado sem dó e sem piedade, os pacientes são obrigados a optar ou paga ou morre.
      Alguma clinica na maioria tem como proprietário um Deodato ou um vereador que nesse caso é medico formado e sendo assim fica mais fácil formar o cartel onde o que um fala o outro aprova e a aprovação é sempre contra o povo. É por isso que o sistema é assim. O que eu posso dizer é que procure um hospital da rede pública que atenda emergência e interne o seu pai, assim os forçará a procurar uma vaga em local apropriado, onde o mesmo será mais bem atendido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s