Falando sobre O QUE A BAHIA QUER SABER – Professora vive dia de celebridade após polêmica sobre demissão

 

Citação

O QUE A BAHIA QUER SABER – Professora vive dia de celebridade após polêmica sobre demissão

 JORNAL CORREIO DA BAHIA

salvador |29.08.2009 – 08h53

Fonte: http://correio24horas.globo.com/noticias/noticia.asp?codigo=34529&mdl=29

 

Professora vive dia de celebridade após polêmica sobre demissão

Redação CORREIO | Marcelo Brandão e Alexandre Lyrio | Fotos: Evandro Veiga

Em tempos de internet, a professora Jaqueline Carvalho, 26 anos, ganhou um pouquinho mais do que os15 minutos de fama previstos pelo pintor americano Andy Warhol, depois que chegou à rede mundial um vídeo dela dançando num show de pagode.

As cenas do cantor puxando a calcinha da educadora chegaram ao site You Tube e a professora virou celebridade instantânea, após o CORREIO ter revelado que Jaqueline perdeu o emprego na escola onde lecionava para crianças do pré-escolar e alfabetização, por causa da gravação.

‘Errei, mas quem não errou que atire a primeira pedra’

A dança e as poses sensuais lhe custaram o trabalho, mas também trouxeram a fama. “Jackie” passou o dia de sexta-feira (28) dando entrevista para vários veículos de imprensa, foi filmada, fotografada e ficou quase três horas na sexta-feira em rede nacional na Record.

De bem: a professora e o vocalista da banda O Troco, Mario Brasil

O caso também se espalhou pelo mundo através da internet. O vídeo ficou entre os mais acessados no portal G1 (Globo.com) e foi parar atéem sites da Romênia. Jaqueline foi caçada por repórteres, câmaras e fotógrafos como se fosse pop star.

PERSEGUIÇÃO
A fama repentina com a repercussão do caso levou a professora a ser perseguida no bairro onde morava, o Vale dos Lagos. Ela lembrou que não podia nem sair de casa que os vizinhos tiravam sarro.

Jackie precisou mudar de bairro para evitar problemas

A dança da pedagoga causou grande debate. O público ficou dividido: enquanto muitos acham que ela não fez nada de errado para chegar a perder o emprego, outros defendem que ela ultrapassou os limites para uma professora. Durante sua entrevista em rede nacional, Jaqueline admitiu que errou ao subir ao palco e dançar pagode mostrando a calcinha. “Eu errei por causa da minha profissão”, admitiu.

EMBRIAGUEZ
A professora alegou ter dançado com a calcinha à mostra porque bebeu duas garrafas de uísque e ainda consumiu cerveja. Ela reclamouda discriminação que vem sofrendo depois que o vídeo foi parar na internet. “Eu errei, mas quem não errou que atire a primeira pedra”, disse. Jaqueline acrescentou que não foi só criticada. “Me elogiaram também, 100% dos homens falaram muito bem de mim, mas as mulheres devemter inveja”, reclamou.

Jaqueline revelou ainda que percebeu o exemplo que pode ter dado no vídeo dentro da própria casa. “Peguei minha filha assistindo (aovídeo) e fazendo o mesmo movimento que eu estava fazendo no palco. Mas eu sentei com ela e expliquei que o que fiz era errado”, falou a professora, durante entrevista na TV.

Vídeo de Jackie no pagodão lhe rendeu a fama

Apesar da fama repentina, Jaqueline diz não querer ser uma celebridade. Ela afirmou que não pretende seguir a carreira de dançarina de pagode, nem quer tirar proveito do caso para se projetar. “Eu não sou Scheila Carvalho, Carla Perez ou Roseane Pinheiro. Não sou dançarina, sou professora”. E, quando questionada sobre o que mais queria neste momento, foi direta: “Um emprego”.

Sem emprego, Jackie voltou à casa da mãe
A exposição midiática e a repercussão do caso mudaram a vida da humilde professora Jaqueline Carvalho, 26 anos. Depois que foi demitida da escola onde lecionava, por causa do escândalo, ela teve que devolver o apartamento alugado onde morava, no Vale dos Lagos.

Sem emprego e sem residência, a pedagoga teve quer voltar para a casa dos pais, na Ribeira. “Sou de uma família humilde, minha mãe também está desempregada, faz biscate para sustentar a casa. Meu pai trabalha, tem uma empresa, mas a empresa dele está mal”, disse Jaqueline, em entrevista à Rede Record.

Formada em pedagogia pela Universidade Jorge Amado, ela tinha um salário de cerca de R$1 mil. “Jackie” tem uma filha de 7 anos, não mantém relacionamento com o pai da criança, mas diz ter um namorado atualmente.

Após ser publicada no CORREIO, notícia corre os principais jornais do Brasil – e até da Europa
A notícia da demissão da professora Jaqueline dominou o noticiário nos últimos dias, depois que o CORREIO divulgou o fato com exclusividade, na quinta (27). A rapidez da repercussão foi de fazer inveja a qualquer You Tube.

No mesmo dia, os principais jornais e sites do país repercutiram a divulgação das imagens. A coisa foi parar até em sites da Romênia: Ziua Online e Antena 3. No Brasil, deram destaque alguns dos sites mais acessados do país, como G1, Estadão e UOL, além de sites e jornais de diversos estados: Brasília em Tempo Real (DF), Primeira Edição (AL), 180 Graus (PI), Paraíba Agora (PB), Gazeta Online (ES), Portal Amazônia (AM), Fax Aju – Plenário (SE) e Jornale (PR).

Advogado quer tirar vídeos da internet
O advogado da professora de educação infantil Jaqueline Carvalho, Leite Matos, disse na sexta-feira (28) que vai entrar com uma ação cautelar contra o site You Tube para que os vídeos sejam retirados da rede. Matos pretende barrar a proliferação das imagens.

Somente um dos vídeos já havia sido assistido 283.862 vezes até o final da tarde de sexta. Depois do bloqueio das imagens, Leite Matos pretende entrar na Justiça com uma ação civil indenizatória contra o site.

‘Passei a madrugada redigindo a ação cautelar. O objetivo é bloquear as exibições e só depois buscar uma ação principal por uma indenização”, confirmou o advogado.

Leite Matos argumenta que, por mais que tivesse dançado em local público, a postagem das imagens da professora não poderia ocorrer sem o seu consentimento.

“Ela tem todo o direito de ir para o pagode e fazer o que quiser. O que não pode é publicar isso na internet sem autorização”. As gravações ocorreram no dia 6 de junho, quando Jaqueline foi filmada dançando a música Todo Enfiado, com o vestido suspenso e o vocalista do grupo O Troco, Mário Brasil, puxando sua calcinha.

CICARELLI CONSEGUIU
Por conta de um vídeo que foi divulgado no You Tube em 2007 em que aparecem em cenas picantes numa praia na Espanha, a modelo Daniela Cicarelli e seu então namorado Tato Malzoni entraram na Justiça para bloquear as imagens. E conseguiram. O desembargador Ênio Zuliani, do Tribunal da Justiça de São Paulo, ordenou a retirada do vídeo do site. Por uma interpretação do juiz Lincoln de Moura, que mandou notificar os provedores, o site ficou 24 horas fora do ar.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s