Falando sobre iBahia.com – O Portal da Rede Bahia

 

Citação: Cultura Afro descendente.

 

:: ESPECIAL
Dia das Crianças
Festival de Verão
:: NOTÍCIAS
Últimas Notícias
Bahia
Brasil
Esportes
Mundo
Polícia
Salvador
Fala Bahia
Jornal da Manhã
Bahia Meio Dia
BA TV
:: ESPORTES
iBahia F. C.
Globo Esporte Bahia
Bahia Esporte
:: ENTRETENIMENTO
Bahia Acontece
Cinema
Shows e Música
Arte e Exposições
Teatro
iSSA! – Fotos das Festas
Nem Te Conto
Entrevistas
Novelas
Promoções
:: BLOGS
Balzaquianos
Brincantes
Blog Bahia Esporte
Blog do Consumidor
Design Jaeh
Cinema
Conexão Bahia 21
Cultura Digital
Diário Gourmet
Ecodesenvolvimento
Empregos
Falando de Futebol
Headphone
iBahia Fashion
iGames
Patavinas
Ralando a panela
Rede Bahia Revista
Trânsito com Paixão
Tutti
:: VARIEDADES
Mosaico Baiano
Rede Bahia Revista
Bahia Rural
Aprovado
:: SERVIÇOS
Empregos
Previsão do Tempo
:: REDE BAHIA
Site Institucional
Correio*
Emissoras de Rádio
Emissoras de TV
Rede Social
Uniredebahia
Conheça algumas Mães-de-Santo:
MÃE HILDA
MÃE CARMEM
MÃE OLGA
MÃE CLARINDA
CURIOSIDADES
 
 
 

MÃE HILDA JITOLU
MÃE HILDA JITOLU

Idade: 82 anos
Tempo de feitura: 62 anos
Filhos: seis
Filhos-de-santo: mais de cem
Orixá: Omolu

por Danielle Fuad  

Hilda Dias dos Santos, a mãe Hilda Jitolu, nasceu em Cosme de Farias (antiga Quinta das Beatas), em Brotas, bairro de Salvador. Aos treze anos, mudou-se para o Curuzu, onde cresceu, casou-se com Waldemar Benvindo dos Santos e teve seis filhos: Antônio Carlos, Dete Lima, Vivaldo Benvindo, Hildemária Georgina, Hildelice Benta e Hildelita. Hildelita faleceu aos nove anos de idade e Hildemária há três anos.

Mãe Hilda sempre ensinou aos filhos a importância e o respeito ao candomblé. Eles acompanharam desde criança os rituais, as festas e as obrigações. O primeiro deles, Antônio Carlos dos Santos, também conhecido como Vovô do Ilê, fundou o bloco Ilê Aiyê, é filho de Oxalá e ogan de Obaluayê.

A segunda filha, Dete Lima, é ekédi de Oxum, confirmada há 22 anos. Dete Lima também ocupa o cargo de diretora do Ilê Aiyê, além de artista plástica, responsável pelo figurino e coreografia do bloco.

Vivaldo Benvindo, filho de Logum Edé e ogan do Ilê Axé Jitolu, é diretor do Ilê Aiyê e um dos responsáveis pela coordenação das ações artísticas e culturais.

Hildemária Georgina estudou no Rio de Janeiro e foi funcionária pública. Filha de Oxossi, foi confirmada yalorixá, recebeu o deká em 2002, meses antes de falecer.

Hildelice Benta, filha de Oxalá, é diretora e professora da Escola Mãe Hilda Jitolu

Com a educação voltada aos valores da negritude, mãe Hilda cresceu em meio ao candomblé e à cultura africana. Aos vinte anos, foi iniciada na religião e, após dezesseis anos, recebeu o deká. Aos 29 anos, mãe Hilda fundou o terreiro Ilê Axé Jitolu, ao lado de sua casa, onde mora até hoje.

A primeira festa do ano é em homenagem a Oxalá, realizada no mês de janeiro. No mês de agosto, é comemorada festa para Obaluaê e, em setembro, a festa do caboclo Tupyassu.

Guardiã da fé e tradição africana

No carnaval de 2004, o bloco Ilê Aiyê homenageou mãe Hilda, com o tema “Mãe Hilda Jitolu: guardiã da fé e da tradição africana”, em comemoração aos 30 anos do Ilê.

Com 62 anos de iniciada no candomblé e mais de cem filhos e filhas-de-santo, mãe Hilda descreve todos esses anos um aprendizado com os orixás e uma vida de dedicação à religião e o sonho realizado de propagar a cultura afrobrasileira. “O axé é minha vida. É preciso ter fé nos orixás e isso eu ensinei a meus filhos desde cedo”, afirma. “Aqueles que são escolhidos pelos orixás devem seguir a religião, independente da cor, raça e sexo. É um presente de Deus”, completa.

Mãe Hilda e o Ilê Aiyê

O Ilê Aiyê – significa Casa dos Negros – teve início na casa de mãe Hilda, quando seu filho Antônio Carlos dos Santos – mais tarde, conhecido como Vovô do Ilê – decidiu criar um bloco afro. Dentro da residência, funcionava a diretoria, secretaria, salão de costura, recepção de associados e entrega de fantasias.

Hoje, a sede do bloco funciona próximo à casa de mãe Hilda, no Curuzu. É neste espaço que também funcionam a escola Band’Erê, o Projeto de Extensão Pedagógica do Ilê Aiyê e o convênio com o Projeto Axé.

Educação e Sociedade

Em 1988, mãe Hilda fundou a Escola Mãe Hilda Jitolu, com o objetivo de preservar os conhecimentos acerca da cultura africana, integrado ao compromisso social. A escola atende a alunos da primeira a quarta série, que aprendem o conteúdo do Ensino Fundamental e a cultura afrobrasileira, como os orixás, suas comidas e histórias.

 

iBahia.com – O Portal da Rede Bahia
Página inicial : : Indique Revista IBAHIA :: ESPECIALDia das CriançasFestival de Verão:: NOTÍCIASÚltimas NotíciasBahiaBrasilEsportesMundoPolíciaSalvadorFala BahiaJornal da ManhãBahia Meio DiaBA TV:: ESPORTESiBahia F. C.Globo Esporte BahiaBahia Esporte:: ENTRETENIMENTOBahia AconteceCinemaShows e MúsicaArte e ExposiçõesTeatroiSSA! – Fotos das FestasNem Te ContoEntrevistasNovelasPromoções:: BLOGSBalzaquianosBrincantesBlog Bahia EsporteBlog do ConsumidorDesign JaehCinemaConexão Bahia 21Cultura DigitalDiário GourmetEcodesenvolvimentoEmpregosFalando de FutebolHeadphoneiBahia FashioniGamesPatavinasRalando a panelaRede Bahia RevistaTrânsito com PaixãoTutti:: VARIEDADESMosaico BaianoRede Bahia RevistaBahia RuralAprovado:: SERVIÇOSEmpregosPrevisão do Tempo:: REDE BAHIASite InstitucionalCorreio*Emissoras de RádioEmissoras de TVRede SocialUniredebahia Conheça algumas Mães-de-Santo:• MÃE HILDA• MÃE CARMEM• MÃE OLGA• MÃE CLARINDA• CURIOSIDADES MÃE HILDA JITOLUMÃE HILDA JITOLU Idade: 82 anosTempo de feitura: 62 anosFilhos: seisFilhos-de-santo: mais de cemOrixá: Omolu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s