EM UMA CIDADE SEM GOVERNO QUEM GOVERNA É OS CRIMINOSOS.

   Por duda da Bahia.
 

Vários bairros da cidade do salvador e região

Metropolitana, é constantemente comandada por bandidos de todas as especialidades, quem vem tirando a vida e o sossego das pessoas que habitam esses lugares. As estradas de acesso a algumas cidades vizinhas não tem ronda da policia constantemente e a noite ainda é pior. Tanto é assim que o delegado foi mais uma vitima da falta de segurança que a população não tem. É um descaso total e o resultado não poderia ser diferente. E agora o que faze?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

   

Criminalidade cresce na área da Estrada das Cascalheiras

Sidnei Matos l A TARDE

Apontada por moradores como localidade onde vêm crescendo os casos de violência, sobretudo de assaltos à mão armada, a Estrada das Cascalheiras, rodovia estadual que liga a Estrada do Coco à orla de Camaçari, vive, agora, dias de tensão. O medo entre moradores de casebres e sítios ao longo da via aumentou após o assassinato do delegado titular da 18ª CP (Camaçari),  Clayton Leão Chaves, 35 anos, na última quarta-feira.

De acordo com investigações da polícia, que já capturou os acusados, o delegado teria sido vítima de uma tentativa de assalto ao seu veículo quando concedia entrevista à rádio Líder FM, na Ladeira das Pedreiras (transversal da Cascalheiras situada em localidade conhecida como Cajazeiras de Abrantes).

 

Editoria de Arte/A TARDE.

 

Embora tenham sido reduzidos, delitos como roubos e furtos de veículos são os casos mais  frequentes naquela região, segundo a delegada Jamila Cidade, titular da 26ª CP (Vila de Abrantes). A delegacia responde pela segurança na Via do Machadinho até a Estrada do Coco.

“Cascalheiras é uma área complicada porque tem muitas estradas, tem saídas para vários lugares. Ali são frequentes os casos de furtos de veículos”, afirma. A observação é compartilhada por moradores de áreas transversais e próximas à rodovia, que afirmam também terem se tornado vítimas fáceis. “Eu já fui assaltada aqui três vezes. Botaram a arma em cima e levaram as besteiras que têm aí”, contou a comerciante Miriam Cleide da Silva, 59, que há 15 anos mantém um bar no início da rodovia. Ela reclama da ausência da Polícia Militar na região.

Policiamento – Uma área deserta e encontro de jurisdições, a Estrada das  Cascalheiras tem o policiamento ostensivo dividido pelo 12º Batalhão de Polícia Militar – que atende da parte urbana de  Camaçari  até o distrito de Jorrinho  – e pela 59ª CIPM (Vila de Abrantes), que cobre a rodovia a partir deste trecho, além de  toda a orla marítima da cidade.

Embora afirme que as rondas são feitas 24 horas por dia, o comandante do 12º BPM, coronel Ivanildo Castro Pereira, admite que o efetivo ainda é pequeno: o ideal seria ter 346 homens, mas apenas 257 integram o efetivo.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s