Geddel acusa governo Wagner de iludir eleitor

Geddel acusa governo Wagner de iludir eleitor com “factóides”

08/09/2010 às 13:02

Larissa Oliveira, do A TARDE On Line

 

 


Candidado ao Governo da Bahia pelo PMDB, Geddel Vieira Lima afirma que Jaques Wagner (PT) se mune de “factóides”. Para o peemedebista, exibir na propaganda eleitoral a construção da Arena Fonte Nova em computação gráfica, a implantação do Porto Sul ainda não aprovada e a construção ferrovia Oeste-Leste, também não iniciada, são formas do atual governador e candidato à reeleição  iludir o eleitor. “É como o projeto da ponte Salvador-Itaparica: há absolutamente nada de concreto”, atacou, durante sabatina realizada nesta quarta-feira, dia 8, pelo Grupo A TARDE, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb).

Geddel, último a participar das Sabatinas A TARDE, afirmou ainda que não se arrepende do apoio dado ao prefeito João Henrique em 2008, mesmo que este não tenha ido às ruas fazer campanha para o peemedebista. “Não me arrependo de nada na minha vida. Me arrependo apenas do que não pude fazer”, disse o candidato, que também defendeu a decisão judicial que culminou na demolição das barracas de praia da orla de Salvador.

“A notícia é o que há de mais perecível. Os jornais defenderam a desfavelização das barracas por ser uma questão de saúde pública. Houve uma decisão judicial e agora é preciso cobrar agilidade na solução para os barraqueiros”, argumentou.

Fim do casamento – Definindo a relação com o atual governo como “um casamento que não deu certo”, Geddel explicou que, em 2006, o PMDB uniu-se ao PT para derrotar a política de Antônio Carlos Magalhães. Depois disso, segundo ele, foram encontrados defeitos na administração que deram sustentação para o rompimento posterior.

“Quem ganha governa e quem perde faz oposição. É assim”, disse, defendendo o exercício da crítica ao atual governo. “Há uma confusão de crítica com ataque e isso é uma absoluta incoerência. Os números estão aqui. Eu acredito na crítica responsável, objetiva e qualificada”, argumentou.

Dito isso, Geddel concentrou-se em realizar tais críticas nas mais diversas áreas, como na relação com o judiciário e no planejamento na área de esportes que, segundo ele, não existe desde o desmoronamento da Fonte Nova. Sobre a segurança pública, ponto mais criticado do governo Wagner, o candidato do PMDB ressaltou que os números são inquestionáveis e divergiu sobre a forma de combate à violência.

“Desde o governo anterior que se coloca alguém de fora, um alienígena, para gerir a segurança pública. E também há a máxima de que polícia boa é polícia móvel. Nós defendemos os centros de inteligência e a polícia pacificadora”, enumerou.

Pesquisas – O peemedebista também procurou minimizar os resultados das pesquisas de intenção de voto, que o colocam em terceiro lugar, e lembrou a virada de Jaques Wagner no ano de 2006. “Eu acho que há um movimento silencioso que vai se pronunciar na última semana”, vislumbrou. Em seguida, ao responder sobre seu futuro e se pensa em se tornar ministro de um eventual governo de Dilma Rousseff, Geddel se mostrou confiante com a vitória, mas respondeu que, caso não seja eleito, militará na vida pública de outras formas.

O candidato do PMDB ainda defendeu a veiculação de imagens do presidente Lula no seu programa eleitoral, apresentou uma série de propostas para as áreas de saúde, educação e infraestrutura, e enumerou feitos enquanto ministro da Integração Nacional. Nas declarações finais, Geddel voltou a afirmar que vencerá o pleito de outubro. “Adotei a atitude correta ao propor uma alternativa para a Bahia”, finalizou.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s