principais problemas da sociedade

 

Marcos Mendes apresenta suas propostas para os principais problemas da sociedade

11/08/2010 às 11:00

Danielle Vilela | A Tarde On Line


Danielle Vilela | A Tarde On Line


O candidato do PSOL ao Governo da Bahia, Marcos Mendes, apresentou suas propostas para os principais problemas da sociedade, durante sabatina realizada pelo Grupo A TARDE, na manhã desta quarta-feira, 11, no auditório da Fieb.

No primeiro bloco da sabatina, as perguntas foram formuladas por jornalistas do Grupo A TARDE abordando temas como saúde, segurança, cultura e esportes, além de reforma agrária. "Estão fazendo da saúde uma grande mercadoria", polemizou Marcão, logo no início da sabatina. O candidato defendeu ainda a substituição dos profissionais da área contratados pelo REDA. "Quando se pensa em saúde pensando em lucro, não se pensa em desenvolvimento de qualidade", defendeu.

Questionado sobre os índices de homicídios registrados na atual gestão do Governo da Bahia, Marcos Mendes propõe educação em tempo integral e maiores investimentos em creches e no ensino fundamental no combate à violência. "Prevenção é mais importante do que repressão", argumentou.

Em relação ao esporte e à formação de atletas de alto rendimento, o candidato defendeu um projeto alternativo para a Fonte Nova, com o objetivo de estimular jovens atletas de todas as modalidades. "Fico arrepiado", disse, ao se referir à demolição do estádio. "A nova estrutura servirá apenas aos cartolas", alfinetou. Na área de cultura, o candidato propõe recomposição dos centros culturais e fortalecimento das populações tradicionais, como quilombolas.

As perguntas do primeiro bloco foram formuladas pelos repórteres Donaldson Gomes, da Editoria Eleições; Biaggio Talento, da Agência A TARDE; Helga Cirino, da Editoria Local; e Eduarda Uzeda, do Caderno 2+, além do editor do A TARDE Esporte Clube, José Adroaldo da Anunciação.

Auditório – No segundo bloco da sabatina, Marcos Mendes abordou questões formuladas pelo auditório sobre educação, micro e pequenas empresas, turismo e meio ambiente. Além de propor investimentos para cursos técnicos, profissionalizantes e também para o ensino superior. “As pessoas esquecem de projetos na área de pesquisa e extensão. A sociedade precisa ter esse retorno da universidade”, afirmou, ao pontuar que a educação é o foco de suas propostas.

Ao comentar questões relativas ao meio ambiente, Marcão criticou a especulação imobiliária na região da Avenida Paralela e outros pontos da capital baiana. “O capital imobiliário está encurralando a comunidade do Bairro da Paz”, destacou.

 

  

Anúncios

About the post

Não categorizado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s