“propaganda enganosa de Wagner”

 

 

Souto diz que quer mostrar a verdade por trás da "propaganda enganosa de Wagner"

01/09/2010 às 11:47

Larissa Oliveira, do A TARDE On Line


Candidato do DEM ao Governo da Bahia, Paulo Souto se disse preocupado em mostrar aos baianos a verdade escondida na “propaganda enganosa” do governo Wagner, durante a sabatina realizada pelo Grupo A TARDE, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), nesta quarta-feira, 1º. Segundo Souto, se ele conseguir “recompor a verdade”, sua participação na campanha estará justificada.

Paulo Souto começou a sabatina negando que tenha escondido o candidato à Presidência José Serra (PSDB) de sua campanha. O governadorável do DEM disse que não tem motivos para esconder uma aliança “que todo mundo sabe” e justificou a suposta ausência de Serra pelo pouco tempo disponível para sua coligação na TV.

Em seguida, o democrata questionou números relativos aos investimentos do seu governo em cultura e chegou a afirmar que os R$ 847,1 mil investidos em 2004 – número colocado em contraposição aos R$ 20 milhões investidos na área em 2010 – fazem parte de uma avaliação parcial. “Fomos nós que fizemos o Fundo de Cultura, o FazCultura e tantas outras iniciativas, como a valorização dos espaços culturais, que estão sendo fechados hoje”, atacou

O candidato questionou também as acusações de ineficiência dos seus governos na área da saúde e citou feitos como os hospitais de Barreiras e Alagoinhas. “O governo atual paralisou o programa Saúde na Família. Deixei 397 postos e agora existem apenas 408. As pessoas estão morrendo porque não conseguem ser transferidas para os hospitais estaduais. Essas são as verdades”, afirmou.

Segurança pública – Paulo Souto negou sua responsabilidade sobre o tema de maior crítica à atual gestão, a segurança pública, e apresentou números: “É impossível que alguém ainda queira atribuir ao meu governo (finalizado em 2005) um aumento de 70% no número de homicídios de 2007 para cá. Pelo amor de Deus! O que eu tenho com isso?”, questionou, acrescentando que os índices diminuiram em outros estados, como São Paulo e Pernambuco.

O candidato do DEM também apresentou propostas na área da segurança, focando no combate ao tráfico de drogas, como a implantação de uma agência especial de inteligência, e programas sociais; além de criticar as declarações do governador candidato à reeleição, Jaques Wagner (PT). “O Viva Nordeste, projeto social implantado pelo meu governo, terminou por ‘birra’ da atual gestão. E não é ‘cadeia ou caixão’, as famílias querem alternativas”, defendeu. Os Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) foram defendidos pelo candidato como alternativa no tratamento de dependentes químicos.

Lula e Wagner – Souto também disse que as ações do governo federal e as ações do estado vêm sendo “coladas” de maneira incorreta. Segundo ele, o presidente Lula não é responsável pelos altos índices de violência nem pelos problemas na área de saúde, mas o Governo da Bahia sim. “Os programa sociais do governo federal, como Luz Para Todos e o Água Para Todos vêm para os estados automaticamente, mas o Governo da Bahia não se apresentou às oportunidades. Isso é grave. Se alguém souber nomear uma ação própria do governo do Estado me diga porque eu desconheço”, desafiou.

Caso venha a ser eleito, Souto disse que procurará ter uma boa relação com o presidente, mesmo que este venha a ser Dilma Rousseff, candidata do PT. “Eu vou defender a Bahia, mas sem brigar com o presidente. Não foi isso que aconteceu nos últimos quatro anos. Na hora que vem uma decisão contra a Bahia, o governador prefere ficar com o partido dele. Eu irei protestar”, alfinetou.

Durante a sabatina, o candidato do DEM ainda garantiu que, caso eleito, não irá privatizar a Embasa — ele também negou que tenha tentado privatizá-la enquanto governador — e, na área da educação, propôs a implantação de escolas de tempo integral e o investimento no ensino profissionalizante que não sejam “de faz de conta”.
Geddel Vieira Lima será o próximo aspirante ao Palácio de Ondina a participar da sabatina do Grupo A TARDE. O candidato do PMDB será sabatinado na próxima quarta-feira, 08/9, às 10h, fechando o ciclo de debates iniciado em 11 de agosto.

  

Anúncios

About the post

Não categorizado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s