A Tim operadora de telefonia celular, pode ser comprada pela vivo!

FUSÃO DA TIM PELA VIVO

 

CELULAR

 

Embora as direções das duas empresas no Brasil não confirmem, nos meios financeiros e políticos se tem como concretizada a compra da TIM pela Vivo. A fusão é resultado da transação feita pela Telefônica, concessionária espanhola controladora da Vivo, que ampliou a participação na Telco, holding que detém a Telecom Itália, operadora da TIM.

 

MONOPÓLIO

 

Juntas, as duas maiores empresas de telefonia em operação no Brasil, a Vivo (28,7%) e a TIM (27,2%), que estão se fundindo, detêm 55,9% do mercado, o que vai exigir do governo atitude firme para conduzir a questão, a fim de evitar o controle de um setor tão estratégico por apenas um grupo econômico. A fusão ainda será avaliada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A sociedade precisa estar atenta e cobrar.

 

QUALIDADE

 

Se a qualidade da telefonia móvel no Brasil já é ruim, a situação deve ficar ainda pior com a incorporação da TIM pela Vivo. A opinião é de uma influente fonte da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), expressada inclusive para a imprensa internacional. Segundo ela, a eventual compra do controle da Telecom Itália pela Telefônica implicará, além da complexa análise antitruste no Brasil, em um desafio à manutenção da qualidade dos serviços prestados no país.

 

CAOS

 

Pelas regras do setor de telecomunicações, no Brasil não pode haver sobreposições de outorga. Isto é, um mesmo grupo não pode ter duas empresas que atuam no Serviço Móvel Pessoal (telefonia móvel) em uma mesma região. Se a Telefônica assumir o controle da Telecom Itália na Europa, será indiretamente a sócia majoritária da TIM (TIMP3) no Brasil, onde já é dona da Vivo (VIVT4). Assim, teria de se desfazer da outorga e das faixas de frequência de uma das duas operadoras, potencialmente unificando as bases de clientes de ambas as empresas em um único espectro. Essa unificação, no entanto, levaria a problemas na qualidade do serviço, já que a base de clientes que hoje usa faixas de duas operadoras seria “afunilada” nas frequências de apenas uma companhia. Seria o caos.

 

FONTE: http://www.bancariosbahia.org.br/arquivos/jornal/1078/PDF_JORNAL.PDF

 

Anúncios

About the post

Informe Geral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s